Google search engine
Anúncio
HomePOLÍTICA NACIONALCHACINA OU OP...

CHACINA OU OPERAÇÃO POLÍCIAL?

A favela é culpada sempre

A favela é culpada sempre.

     A Polícia Rodoviária Federal conjunta com o BOPE assassinou 25 pessoas em uma favela do Rio de Janeiro. A política de assassinato de pobres e pretos favelados avança sobe a cidade, nunca houve tantas mortes e tanta cara de pau por parte dos orgãos de segurança.

     A verdade é que após falas incentivadoras de algumas autoridades, os policiais que trabalhavam na esquina passaram acreditar que matar dentro da favela é permitido, que preto, pobre favelado, e moradores pode serem mortos sem qualquer problema. Uma vez que a justificativa para matar o favelado é o culpado-lo pelo crime organizado, vamos pensar um pouco sobre.

A pergunta que eu faço é a seguinte.

Qual crime organizado?

     O Rio de Janeiro tem quase mil favelas, e todas abastecidas com armas e drogas. Se as drogas chegarem até as favelas, a principal culpada é a polícia rodoviária federal que permitiu que a droga passasse pelos pontos de fiscalização. O raciocínio é simples.

     O Brasil é um país continental, com uma faixa territorial enorme, como a droga atravessaria o país sem ajuda direta dos policiais rodoviários federais? IMPOSSÍVEL não é mesmo. Pois bem, nesse raciocínio as drogas alimentam o trabalho da polícia.

     Primeiro porque policiais corruptos ganham bastante dinheiro mantendo as rotas de drogas pelo país. A maconha vendida em Minas Gerais, em São Paulo e no Rio em exemplo, sempre que são apreendidas estão sempre com embalagens iguais ou quase iguais. O produto pode ser diferente mas a embalagem é a mesma.

     Quem garante que vai ter droga para todo o Brasil? Quem é o cara que manda? Quem é o intelectual por trás dos grandes carregamentos e para onde eles vão? Quantas quadrilhas de tráfico internacional foram presas durante os últimos 3 anos?

     São perguntas que atormentam pensadores e curiosos dessa área. O que dá pra notar claramente é que o crime organizado não está nas favelas.

     O que dá pra notar é que os policiais fazem o que alguém manda e que essa pessoa aparentemente está tentando esconder os verdadeiros donos das cargas.

Absolutamente nada justifica que pessoas sejam mortas, ou que pessoas tenham que portar fuzis para se proteger da polícia em função de um política de segurança FALIDA a mais de 20 anos. A polícia do Rio de Janeiro tem enxugado gelo para o crime organizado a muitos anos.

     O verdadeiro crime organizado não está nas favelas, e não disputa flagrante com a polícia. Os donos da carga nunca vão colocar a mão nela, eles vão garantir que algumas pessoas executam suas ordens e possam agir conforme seus interesses.

     Criar um grupo de imbecis que acredita que matar pobre é a solução para o crime além de risível é de dar diarreia. Políticos canalhas sempre vão se alimentar dessas políticas, e empresários criminosos vão apoiar sempre os políticos canalhas e a polícia vai ser o bichinho que morde sempre devido sua falta de cérebro e capacidade crítica.

     Uma polícia que não critica e que só obedece normalmente vai se tornar corrupta e assassina.

 

Patrocine nosso trabalho com um PIX de 1,00 real.

 

Clique no link e entre para um grupo vazio de whatsapp nossos grupos recebem no maximo 10 pessoas, asim você fica mais seguro e recebo nossos conteúdo primeiro.

 

Curta e compartilhe nosso trabalho pelo facebook

LEIA MAIS:

BBC NEWS

Promotorias anunciam investigações:

Operação que deixou mais de 20 mortos no Rio foi conduzida pela Polícia Militar, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e o Ministério Público Federal (MPF) anunciaram a abertura de procedimentos de investigação para apurar as circunstâncias da operação.

O MPRJ afirmou que vai investigar a “licitude de cada uma das ações letais” e pediu a apreensão de todas as armas usadas na ação para perícia.

Já o MPF anunciou que vai “apurar as condutas, eventuais violações a dispositivos legais, as participações e responsabilidades individualizadas de agentes policiais federais durante operação conjunta”.

“Em 11 de fevereiro deste ano, no mesmo lugar, houve oito vítimas fatais em operação com participação da PRF. O Brasil é signatário de tratados e acordos internacionais que nos obrigam a investigar e punir violações de direitos humanos. E 21 mortos, até agora, em menos de 3 meses, não podem ser investigados como se fossem simples saldo de operações policiais”, afirmou em nota o procurador da República e titular do Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial no Rio de Janeiro, Eduardo Benones.

Segundo o Grupo de Estudos dos Novos Ilegalismos (Geni) da Universidade Federal Fluminense (UFF), de 2007 a 2021, foram realizadas 17.929 operações policiais em favelas na região metropolitana do Rio. Destas, 593 terminaram em chacinas, com um total de 2.374 mortos. O maior número de mortes em uma única ação ocorreu no Jacarezinho, também na zona norte da cidade do Rio, em maio do ano passado: 28 pessoas morreram.

 

RELATED ARTICLES

Deixe uma resposta

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments